Home - Resumo

Resumo

institucionalhistoriaum
Luiz de Gonzaga Monteiro inaugura a primeira Sede da AABB Juiz de Fora (1953)

História da AABB Juiz de Fora

Fundada em 24 de Maio de 1953 a Associação Atlética Banco do Brasil – Juiz de Fora (AABB-JF) tinha como primeira Sede o 7º andar da Agência do Banco do Brasil na Rua Halfeld esquina com Avenida Getúlio Vargas, que se limitava basicamente aos eventos sociais, não oferecendo aos associados atividades esportivas mais abrangentes.

A ideia de se construir uma Sede Campestre para os funcionários do Banco do Brasil em Juiz de Fora surgiu no final dos Anos 1950, e se concretizou em 1961, graças ao apoio, não só dos funcionários do Banco do Brasil na cidade, que cotizaram 20% do valor do imóvel da nova Sede, mas também do Banco do Brasil, que complementou os 80% restantes.

Antes de se descobrir o terreno de dois alqueires no Bairro Teixeiras, foram visitados outros lugares que poderiam vir a ser a nova Sede da AABB de Juiz de Fora, mas nenhum interessou. Posteriormente, foi descoberta a área da atual Sede através do Cadastro do Banco do Brasil, pois o terreno não estava anunciado para venda.

Quando foi inaugurada a nova Sede Campestre da AABB-JF, em 1962, as melhorias foram sendo feitas aos poucos, como a pintura de suas instalações e a construção de quiosques, dentre outras benfeitorias.

institucionalhistoriadoisSede Campestre da AABB-JF em seus primórdios (1965)

A partir de meados dos Anos 1960, com recursos do Banco do Brasil e da PLANAUTO, Plano de Carros da AABB Juiz de Fora, que entregou mais de 1600 carros em todo o Brasil, de 1968 a 1973, é que se passou a construir o parque aquático, o bar/boite (projeto do arquiteto Pantaleone Arcuri) e o ginásio poliesportivo, além da iluminação e o gramado do campo de futebol, apenas para citar as obras mais vultosas em seus primeiros anos de existência.

De início, pensou-se em fazer benfeitorias não muito sofisticadas na Sede Campestre da AABB Juiz de Fora, mas o Banco do Brasil negou, pois fazia questão que a Sede fosse de primeira linha. No local em que hoje estão localizadas as quadras de tênis e poliesportiva, havia uma piscina enorme, mas que estava rachada. Foi criado o impasse entre recuperá-la ou construir uma nova. A segunda opção prevaleceu e aterrou-se a antiga e se construiu nova piscina em outro local.

Aproveitando os tratores que terraplanaram o futuro parque aquático do Clube, construiu-se o campo de futebol, para alegria dos associados, que jogavam no campo do Industrial Mineira.

Era bastante difícil chegar à AABB-JF, pois o único caminho era através da Ladeira Alexandre Leonel (ainda não havia sido criado o Bairro Cascatinha). Grande parte do percurso era feito em piso de terra, fazendo com que o carro escorregasse muito. Não havia nada nessa região, o Clube estava praticamente isolado. Com o passar dos anos, o Município de Juiz de Fora foi se expandindo no entorno da Associação, e, com isso, melhorou substancialmente o acesso.

institucionalhistoriatresInauguração do Parque Aquático do clube (1965)

O Clube, a exemplo da cidade, também se expandiu, e, ano após ano, realizou várias benfeitorias em sua Sede: salão de festas/restaurante; piscina semi-olímpica; diversas quadras; melhorias na rede elétrica e de captação e esgoto etc., e, mais recentemente, nova edificação no Parque Aquático.

Como consequência, a AABB de Juiz de Fora pode se orgulhar de possuir hoje uma das Sedes Campestres mais arborizadas, equipadas e bem cuidadas do país, para satisfação de seus fundadores, administradores, colaboradores e associados, que, indiferentes ao período em que fazem parte de seu quadro funcional ou social, aprenderam a amá-la, tornando-a verdadeiramente a “continuação de suas casas”, remetendo ao antigo slogan do Clube décadas atrás.

Veja também:

PRESIDENTES DA AABB-JF

O COLEGÃO

ALMOÇO DOS APOSENTADOS

VÔLEI DOS APOSENTADOS

O XAVECO

A CHARANGA

Imagens: